Digite a senha



Digite a senha



O que deseja fazer?



Recuperação de senha



Área do aluno

A importância da fisioterapia oncológica no tratamento da metástase óssea

Você está localizado em: Home » Notícias » A importância da fisioterapia oncológica no tratamento da metástase óssea



Saiba como a fisioterapia auxilia no tratamento da metástase óssea e confira um guia gratuito de exercícios para os seus pacientes

A metástase óssea é o câncer ósseo mais frequente de todos. O seu surgimento se dá quando um tumor se dissemina para além de onde começou e chega para outras partes do corpo, nesse caso, para os ossos. Os cânceres do pulmão, mama, próstata, rim e tireóide são os que levam com maior frequência a migração dessas células e fazem da metástase um tumor secundário.

Embora possa atingir qualquer osso do corpo, a coluna vertebral é quem lidera a lista de locais mais comuns de metástase óssea, seguindo pelo osso do quadril (pelve), osso da perna (fêmur), osso do braço (úmero), costelas e crânio. Quando o tumor se espalha para os ossos,alguns sintomas podem sinalizar isso. 

A dor óssea é comum e normalmente aparece durante a noite. Com o passar do tempo ela pode se tornar constante, podendo piorar quando se faz qualquer atividade.A progressão do tumor no osso acaba fazendo lesões líticas e os osteoblastos e os osteoclastos, células ósseas responsáveis por novos ossos e por remodelar os antigos, não conseguem reparar essa lesão.

Com isso, os ossos enfraquecidos pela doença se fraturam e, em alguns casos, as fraturas podem ocorrer nas atividades do dia a dia. A dor nesses casos pode ser tão intensa que o paciente pode ficar sem conseguir se movimentar. Essas fraturas são comuns nos ossos longos dos braços, pernas e nos ossos da coluna vertebral. Outro problema que pode surgir é a compressão da medula espinhal.

A compressão ocorre porque o tumor pode começar a pressionar a medula espinhal ou porque a fratura da vértebra colaba o canal medular gerando um quadro muito grave.  As dores intensas são os primeiros sinais, mas sintomas como dormência, fraqueza nos membros ou paralisia das pernas podem aparecer.

Um dos sérios problemas da compressão é que senão for tratada imediatamente, o paciente pode ter paralisia dos membros. Por isso, o tratamento se torna tão importante, pois ele pode reduzir, retardar e bloquear o crescimento do tumor. 

 

Papel da fisioterapia oncológica na metástase óssea

Como os ossos são o suporte da estrutura corporal, todo cuidado nessa região é de suma importância. Por isso, a fisioterapia oncológica é fundamental no tratamento da metástase óssea

Entre os  trabalhos que podem ser realizados pelos fisioterapeutas estão eletroneuroestimulação, técnicas de relaxamentos, exercícios, acupuntura e termoterapia. Esses recursos podem ser utilizados em conjunto com o tratamento medicamentoso, como tentativa de minimizar a dor oncológica.

Além disso, a fisioterapia também tem como foco no retorno à funcionalidade e independência sempre que possível. Para  isso, podem ser utilizadas no tratamento da metástase óssea:

  • técnicas de alongamento, condicionamento e fortalecimento muscular, 
  • treino de marcha e equilíbrio, 
  • preparo para o uso de órteses e próteses, 
  • além do emprego de recursos eletrotermofototerapêuticos.

O tratamento da metástase óssea envolve a prática de alguns exercícios para o fortalecimento muscular e estabilização das áreas atingidas. Um músculo forte é capaz de dar melhor sustentação ao osso acometido.  Alguns desses exercícios são ensinados no  guia gratuito de exercícios para pacientes com metástase óssea do Oncofisio. 

É necessário também uma ação direta na prevenção de quedas, com remoção de tapetes, uso de barras de apoio, iluminação adequada, disposição de mobílias, entre outros. Dessa forma, ao diminuir a chance de queda prevenimos as fraturas.

O fisioterapeuta, além de contribuir para uma melhora física e da qualidade de vida dos pacientes, também precisa perceber a individualidade e a necessidade de tratamentos específicos para cada caso de metástase óssea. O seu papel é fundamental, pois além de fortalecer os ossos e músculos, evitar fraturas e ajudar na recuperação pós-cirúrgica, acima de tudo isso é dar bem-estar às pessoas. 

Só que para que isso aconteça é de suma importância iniciar o tratamento de maneira precoce. Como algumas lesões da metástase óssea podem ser sérias, a prevenção é fundamental nos tratamentos do câncer e saber aquilo que pode acontecer com o nosso corpo nos ajuda a entender o que precisamos fazer. 

A fisioterapia oncológica nesses casos, além de fortalecer os ossos, previne fraturas, ajuda a manter o equilíbrio e diminui as chances de sintomas mais graves aparecerem. Quanto mais cedo o tratamento, melhor a oportunidade de manter a qualidade de vida e evitar o crescimento dos tumores. 

Quer encontrar informações embasadas cientificamente para melhorar o tratamento de pacientes com metástase óssea por meio da prática de exercícios? Baixe agora mesmo o nosso guia de exercícios.

 

Notícias relacionadas


Newsletter

Preencha seu e-mail e receba as novidades do Instituto Oncofisio em seu e-mail!

© 2010/2021 - Oncofisio: Todos os Direitos Reservados

O conteúdo deste site tem objetivo estritamente informativo. Em hipótese alguma substitui a consulta ou tratamento médico e fisioterapêutico.

Em caso de dúvida, procure seu médico ou fisioterapeuta.

Endereço: Rua Afonso Celso, nº 19 - Vila Mariana - CEP: 04119-000 - São Paulo - SP

Telefone: (11) 2659-7001